Ecologia sonora no bairro Demétria – Revista ERAS

por Marcos Antonio dos Santos Reigota (coord.); Marta Bastos Catunda; Marcelo Silveira Petraglia e Carmemsilvia Maria Sinto

Este texto tem como objetivo narrar as práticas pedagógicas artísticas como ressonância de estudos da ambiência sonora envolvente realizadas durante a Oficina A, B, C, da paisagem sonora da Demétria (Escola Aitiara). O texto ora apresentado tem como base o quadro teórico metodológico das perspectivas ecologistas da educação e dos estudos do cotidiano, conforme os textos indicados na bibliografia, que evidencia as narrativas do cotidiano (da voz dos atores sociais) das práticas pedagógicas como uma importante ferramenta científica. As narrativas são compreendidas como reforço da vivência realizada durante a oficina, ao lado da expressão artística e sensível, dos atores sociais do referido bairro que tem uma história ímpar, no tocante a ecologia humana. Neste caso, a sensibilidade destes atores sociais é aqui considerada parte significativa da ecologia do lugar. São professores(as), músicos(os), compositores(as), consultores(as), de diversas áreas, estudantes que se debruçaram durante 12 horas no exercício sensível da ecologia sonora, expressando-a de diversos modos inclusive musical.

Leia o texto completo (PDF)

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.