Uma análise da interpretação musical inspirada pela Antroposofia.

por Débora Letícia Batista

A música é a mais nobre dentre as artes. Nela não se identifica qualquer reprodução de idéias dos seres do mundo, no entanto, é grandiosa e majestosa, atuando intensamente sobre o que há de mais interior no homem, onde é compreendida como “ linguagem universal … e reprodução da própria vontade, sendo este o porquê do efeito da música ser muito mais poderoso e penetrante que o das outras artes, pois todas as outras falam apenas de sombras, mas a música fala da essência.” (Schopenhauer, 1819, p.105).

Leia o artigo completo – PDF

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.